MEMORIAL DESCRITIVO

September 22, 2021

O memorial descritivo é um item de extrema importância em qualquer tipo de projeto, sendo inclusive obrigatório por lei, fato que só aumenta a atenção que deve ser dada ao seu desenvolvimento.

Mas se você não faz ideia de como fazer um memorial descritivo, fique tranquilo, pois esta publicação foi feita para tirar todas as suas dúvidas e de quebra te ajudar a fazer o seu próprio memorial, confira!

O QUE É UM MEMORIAL DESCRITIVO?

Reunião para definir o memorial descritivo

O memorial descritivo é um documento que detalha todas as técnicas construtivas e materiais necessários para a execução do projeto, especificando minuciosamente todos os itens requeridos e como deverá ser executado.

Este documento faz parte do projeto executivo e deve ser desenvolvido em uma etapa anterior à execução da obra, sendo inclusive uma exigência legal, conforme a Lei 4.591/64, que no Art. 48 temos: 

 “O projeto e o memorial descritivo das edificações farão parte integrante e complementar do contrato”.

Entendida a importância do memorial descritivo, vamos analisar a sua aplicação na arquitetura.

MEMORIAL DESCRITIVO: PARA QUE SERVE NA ARQUITETURA?

Memorial descritivo de arquitetura

Na arquitetura, o memorial descritivo é uma ferramenta que irá auxiliar a colocar em prática tudo o que foi proposto para o projeto.

O sucesso da execução do projeto está diretamente associado a correta elaboração do memorial descritivo, que quanto mais detalhadas as informações forem, mais fácil será o gerenciamento da obra, evitando desperdícios, estouro de orçamento e eventuais atrasos.

O memorial descritivo também permite definir os custos da obra, onde podemos consultar as informações necessárias para fazer um orçamento preciso, além de ser item indispensável para a aprovação do projeto na prefeitura.

A norma NBR 15.575 Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais estipula os níveis de conforto, segurança e resistência de cada um dos sistemas que constituem um imóvel, estabelecendo parâmetros para a elaboração do memorial descritivo.

Tendo em vista que a indústria imobiliária e da produção habitacional representa um dos maiores contratantes de projetos de arquitetura, o CAU (Conselho dos Arquitetos Urbanistas) desenvolveu o Guia para Arquitetos na aplicação da Norma de Desempenho, explicando as responsabilidades do arquiteto em detalhes.

Isso impacta diretamente na forma como é elaborado o memorial descritivo, onde cada projeto requer uma análise sob medida para aquela obra, então vamos conhecer os diferentes tipos de memorial descritivo.

QUAIS OS TIPOS DE MEMORIAL DESCRITIVO?

Infográfico de um memorial descritivo

Cada tipo de projeto atende a diferentes necessidades, seja do cliente, espaço ou funcionalidade, impactando diretamente no conteúdo do memorial descritivo.

Mesmo com características individuais, temos alguns tipos de memoriais descritivos mais comuns:

  • Residencial - detalha os materiais, técnicas construtivas e demais informações pertinentes a execução da obra;
  • Comercial - similar ao residencial, porém com informações complementares ao ponto comercial, infraestrutura existente, restrições e demais cuidados a serem tomados;
  • Reforma - detalha os materiais, técnicas construtivas, itens a serem demolidos, construídos e que não irão sofrer alterações;
  • Demolição - detalha os procedimentos que serão adotados para demolir o imóvel, processos de segurança e descarte do entulho;
  • Estrutural - detalha os materiais, técnicas construtivas para o desenvolvimento da parte estrutural, podendo incluir também as fundações;
  • Instalações - detalha os materiais e procedimentos para as instalações elétricas, hidráulicas, gás, telefonia, e demais instalações do imóvel.

De acordo com o tipo de obra, os exemplos de memorial descritivo acima podem ser combinados, então tome cuidado para não se prender demais a um padrão, o mais importante são as informações estarem claras e corretamente detalhadas.

Apesar de parecer complicado criar um memorial descritivo, ainda mais com essa gama de possibilidades, não se preocupe, existe uma estrutura básica e algumas informações comuns em todo memorial descritivo.

Sendo assim, que tal aprender a criar o seu próprio memorial descritivo de forma profissional? Confira o passo a passo a seguir.

COMO FAZER UM MEMORIAL DESCRITIVO

Como fazer um memorial descritivo

Um memorial descritivo precisa seguir as normas vigentes no setor de construção civil, que podemos destacar as diretrizes estabelecidas pela NBR 15.575, e mais alguns pontos importantes como:

  • Dados da obra - na primeira página devem ser inseridos dados que identifiquem a obra como nome do projeto, proprietários, área construída, localização e não menos importante os responsáveis pela obra;
  • Definição do projeto - do que se trata o projeto? Residência, comércio, shopping center, para cada tipo há uma demanda por diferentes padrões de qualidade e segurança;
  • Etapas da construção - um projeto conta com uma série de disciplinas que devem ser realizadas. Elétrica, Hidráulica, alvenaria, acabamentos e demais fases devem ser descritas em detalhes e obedecer uma sequência lógica de execução;
  • Materiais empregados - os materiais devem estar corretamente identificados, bem como suas respectivas quantidades e locais de aplicação;
  • Técnicas construtivas - alguns materiais demandam processos específicos para a sua correta instalação, inclusive mão de obra especializada, portanto não deixe de incluir estas informações;
  • Projetos - Todas as informações do memorial descritivo são extraídas do projeto, então nada mais justo do que indicar quais os projetos devem ser consultados para a correta execução de todos os itens relacionados.

Cada um destes itens deve ser desenvolvido com riqueza de detalhes, lembrando que cada projeto tem características próprias, que consequentemente vão gerar novos tópicos.

Também não se esqueça de garantir as melhores famílias paramétricas para auxiliar na qualidade do seu projeto em Revit!

3 DICAS PARA DESENVOLVER O SEU MEMORIAL DESCRITIVO

3 dicas para fazer um memorial descritivo

A elaboração do memorial descritivo exige uma estrutura muito organizada para que todas as informações ali contidas façam sentido, permitindo sua fácil compreensão e consulta.

Agora que você já conhece a estrutura básica que um memorial descritivo deve ter, tenho mais três dicas incríveis para dar aquela turbinada no seu memorial.

DESCRIÇÃO TÉCNICA

Memorial - descrição técnica

Um memorial descritivo precisa empregar linguagem técnica e ser escrito por um profissional da área, que conheça muito bem todas as características técnicas e construtivas da obra.

Lembre-se que as informações que serão retratadas devem ser objetivas, sem adjetivos como “bonito”, “elegante”, “chique” ou coisas do tipo. Esse tipo de descrição não agrega nada ao memorial descritivo.

E não menos importante, revise o texto! 

Não se esqueça que estamos redigindo um documento, onde todas as informações aqui serão consultadas por todos os profissionais envolvidos com a execução da obra.

PESQUISE MEMORIAIS DESCRITIVOS NA INTERNET

Pesquisar memoriais descritivos

Parece bobagem, mas consultar outros memoriais descritivos pode esclarecer uma série de dúvidas, que vão desde a estrutura básica até a melhor maneira de descrever determinadas informações do projeto.

Tome cuidado com modelos prontos, com campos vazios para serem preenchidos, pois uma estrutura toda formatada costuma ser muito travada e difícil para fazer alterações de forma que fiquem coerentes.

Conforme a Lei 4.594/64, é obrigatório para qualquer empreendimento imobiliário o memorial descritivo que normalmente é disponibilizado no site da construtora, sendo uma ótima opção de consulta.

FAÇA UM CHECK LIST

Check-list para memorial descritivo

O memorial descritivo é uma transcrição das informações do projeto, com especificações técnicas, detalhes dos processos construtivos envolvidos e etapas para a sua execução.

Organizar toda essa informação não é uma tarefa simples, então não comece com um documento todo formatado, faça uma lista simples, de um jeito que você entenda mas que contenha todos os dados que você precisa.

A partir desta lista, você consegue elaborar uma estrutura adequada, utilizando a descrição técnica necessária para deixar o seu memorial descritivo com um nível profissional!

CONCLUSÃO

Um memorial descritivo oferece segurança tanto para o cliente como para a correta execução da obra, se mostrando como um item indispensável para qualquer tipo de projeto.

Conhecer os diferentes tipos e como deve ser estruturado um memorial descritivo agiliza o processo de trabalho e facilita a consulta das informações ali contidas, evitando que problemas sérios ocorram na sua obra.

Além de um bom memorial descritivo, precisamos de um projeto bem elaborado e nada melhor do que utilizar famílias de qualidade, então aproveite para assinar a Blocks e garantir a melhor biblioteca de famílias paramétricas de Revit para o seu projeto!

Faça parte da Família Blocks!

SOBRE O AUTOR

Luis André
Mestre em arquitetura, designer de produto e professor, compartilhando conteúdo profissional dos principais softwares de arquitetura a mais de 10 anos.
Voltar